BIO

2012

2012

Os 25 anos de carreira, celebrados em 2012, começaram com a temporada de verão do AfroPop. Nomes como Luiz Melodia, Dudu Nobre, Toni Garrido, Fernanda Abreu e Zélia Duncan prestigiam cada uma das seis edições realizadas em Salvador e no

2011

2011

O ano de 2011 foi marcado pela série de apresentações do projeto Mulheres do Brasil – Elas Cantam Chico, uma homenagem feita a Chico Buarque ao lado de Elba Ramalho, Daniela Mercury, Paula Lima e Roberta Sá.

2010

2010

Margareth idealiza uma temporada de verão do Movimento AfroPop Brasileiro, que estreia reunindo mais de 8 mil pessoas, em quatro shows lotados no Cais Dourado, em Salvador. Entre os convidados, Elba Ramalho, Gilberto Gil, Moraes Moreira e Mart´nália.

2008

2008

O 12º álbum da carreira, que leva a assinatura de Marco Mazzola (MZA Music), se chama Naturalmente. O CD mostra um lado mais intimista da cantora, com canções de Nando Reis, Zeca Baleiro, Gilberto Gil, Marisa Monte, Arnaldo Antunes, Chico

2006

2006

Lança Margareth Menezes Pra Você, álbum com participações de Ivete Sangalo e Cláudio Zoli. No mesmo ano a cantora brilhou no Ano do Brasil na França e na Copa da Cultura em Berlim. Com o CD/DVD Brasileira (2006), do qual

2004

2004

Com as participações de Alcione e da bateria da Mangueira -, Margareth gravou seu 1º DVD (Ao vivo no Festival de Verão Salvador), que vendeu 50 mil cópias. Na época, depois de matérias nos jornais The New York Times, Le

2003

2003

Lança o CD Tete-a-Tete, com participação de Carlinhos Brown e da banda Cidade Negra. Nele, o sucesso Toté de Maianga.

2002

2002

Em 2002, a cantora representou o Brasil, na festa de comemoração da independência do Timor-Leste, que reuniu cantores de língua lusófona. Cantando para cerca de 250 mil pessoas, Margareth interpretou suas canções, ao lado de artistas como Anito Matos, do

2001

2001

Durante cinco anos em que esteve sem gravadora, Margareth resolveu criar seu próprio selo, a Estrela do Mar, que a partir de 2011 passa a atuar como produtora artística. Em 2001, sob a produção de Carlinhos Brown e Alê Siqueira,

1999

1999

O bloco Os Mascarados surge no Carnaval através de Margareth Menezes, como uma homenagem ao aniversário de 450 anos da cidade de Salvador. O desfile ganhou fãs e admiradores e no ano seguinte virou bloco de Carnaval. O motivo de